Câncer de próstata: conheça as características da doença

Câncer de próstata: conheça as características da doença

A próstata é uma glândula do tamanho de uma noz localizada entre a bexiga e o pênis responsável pela produção do líquido seminal que alimenta e transporta esperma.

O que é o câncer de próstata?

O câncer de próstata é um dos tipos mais comuns de câncer em homens. Caracteriza-se por um crescimento anormal e desordenado de células malignas no tecido prostático e que no seu início fica confinado à glândula, onde geralmente não causa danos.

No entanto, enquanto alguns tipos de câncer de próstata crescem lentamente e podem precisar de tratamento mínimo ou mesmo nenhum, outros tipos são agressivos e podem se espalhar rapidamente. Uma vez detectado cedo, ou seja, quando ainda está confinado à glândula prostática, tem uma melhor chance de tratamento bem-sucedido.

VEJA TAMBÉM: O QUE SIGNIFICA HIPERTIREOIDISMO?

Quais os sintomas associados?

O câncer de próstata pode ser assintomático no início. Naqueles casos mais avançados pode causar sinais e sintomas como:

  • Sangue no esperma;
  • Dificuldade para urinar;
  • Diminuição da força do jato urinário;
  • Desconforta na pelve;
  • Dor óssea;
  • Disfunção erétil.

O que causa o câncer de próstata?

Não se sabe ainda o que causa a doença. O que os médicos sabem é que ele começa quando algumas células da próstata se tornam anormais. As mutações no DNA das células anormais fazem com que essas células cresçam e se dividam mais rapidamente.

Dessa forma, essas células anormais mesmo crescendo desordenadamente continuam vivas, enquanto que outras células morreriam. Sendo assim, as células anormais acumuladas formam um tumor que pode crescer e invadir os tecidos próximos. Além disso, podem se espalhar (metástase) para outras partes do corpo.

VEJA TAMBÉM: O QUE É UMA BIÓPSIA RENAL?

Quais os fatores de risco associados ao câncer de próstata?

Fatores que podem aumentar seu risco de câncer de próstata incluem:

  • Idade: O risco de câncer de próstata aumenta à medida que se envelhece;
  • Raça: Por motivos ainda desconhecidos, os homens negros apresentam maior risco. Nos homens negros, o câncer de próstata tende a ser mais agressivo e avançado;
  • História familiar: Se os homens da sua família tiveram câncer de próstata, você tem mais chances de ter câncer de próstata. Além disso, se você tem uma história familiar de genes que aumentam o risco de câncer de mama (BRCA1 ou BRCA2) ou uma história familiar muito forte de câncer de mama, seu risco de câncer de próstata pode ser maior;
  • Obesidade: Os homens obesos diagnosticados com câncer de próstata podem ser mais propensos a ter uma doença mais agressiva.

Como é feito o rastreamento ?

Alguns centros médicos recomendam que os homens considerem o rastreio do câncer de próstata a partir dos 50 anos. Contudo, para homens com fatores de risco, é indicado consultas o quanto antes.

Discuta sua situação particular e os benefícios e riscos de rastreio com seu médico. Juntos, vocês podem decidir se o rastreio do câncer de próstata é ideal para você.

Os testes de rastreamento do câncer de próstata podem incluir:

  • Toque retal (TR): durante um TR o médico introduz um dedo lubrificado no seu reto para examinar sua próstata, que fica bem próxima ao reto. Se o seu médico encontrar quaisquer anormalidades na textura, forma ou tamanho da glândula, você precisará de outros exames complementares;
  • Teste do antígeno prostático específico (PSA): uma amostra de sangue é extraída de uma veia do braço e analisada para a dosagem do PSA, uma substância produzida naturalmente por sua glândula prostática. É normal que uma pequena quantidade de PSA esteja em sua corrente sanguínea. No entanto, se um nível superior ao normal for encontrado, pode indicar infecção da próstata, inflamação, aumento ou câncer.

O teste de PSA combinado com o TR ajuda a identificar o câncer de próstata em seu estágio inicial.

VEJA TAMBÉM: O QUE É UMA BIÓPSIA DE FÍGADO?

Como é feito o diagnóstico ?

Se o toque retal ou o PSA detectar uma anormalidade, seu médico pode recomendar outros exames para determinar se você possui câncer de próstata, são eles:

  • Ultra-som: a ultrassonografia transretal é solicitada para avaliar sua próstata. Este exame consiste na introdução de uma pequena sonda no reto do paciente. A sonda usa ondas sonoras para criar uma imagem da glândula prostática;
  • Biópsia de próstata: caso apareçam indícios da doença, o médico pode indicar uma biópsia de próstata. Essa biópsia é muitas vezes feita usando uma agulha fina que é inserida na próstata para coletar o tecido. Dessa forma, a amostra de tecido é analisada em um laboratório para determinar se as células cancerosas estão presentes;
  • Ressonância magnética: a ressonância magnética apresenta uma boa acurácia na detecção de câncer de próstata em seus estágios iniciais, permitindo uma abordagem efetiva e potencialmente curável.

Quais as complicações do câncer de próstata?

As complicações associadas ao câncer de próstata e ao seu tratamento incluem:

  • Metástases: O termo metástase significa dizer que o tumor disseminou (se espalhou) para outros órgãos além daquele em que iniciou seu crescimento. Desta forma, a doença pode se espalhar para órgãos próximos, como a bexiga ou viajar através da corrente sanguínea ou do sistema linfático e se disseminar para os ossos ou outros sistemas, o que chamamos de metástase;
  • Incontinência: O câncer de próstata e seu tratamento podem causar incontinência urinária. O tratamento para a incontinência depende do tipo que você possui, da gravidade e da probabilidade de melhorar ao longo do tempo. As opções de tratamento podem incluir medicamentos, uso de cateteres e cirurgia;
  • Disfunção erétil: A disfunção erétil pode resultar de câncer de próstata ou do seu tratamento, incluindo cirurgia, radiação ou tratamentos hormonais. Medicamentos, dispositivos à vácuo que ajudam na realização da ereção e cirurgia são alguns dos tratamentos disponíveis para ajudar na disfunção erétil.

VEJA TAMBÉM: PUNÇÃO (PAAF) DE LINFONODO

Como prevenir o câncer de próstata?

Evite alimentos ricos em gordura. Portanto, procure optar por uma variedade de frutas, vegetais e grãos inteiros. Frutas e vegetais contêm muitas vitaminas e nutrientes que podem contribuir para sua saúde.

Não foi provado ainda que a doença possa ser prevenida através da dieta. Mas comer uma dieta saudável com uma variedade de frutas e vegetais pode melhorar sua saúde em geral.

  • Prefira alimentos saudáveis ​​ao invés de suplementos: nenhum estudo mostrou que os suplementos desempenham um papel na redução do risco de câncer de próstata. Em vez disso, escolha alimentos ricos em vitaminas e minerais para que você possa manter níveis saudáveis ​​de vitaminas em seu corpo;
  • Faça exercícios: o exercício melhora a sua saúde em geral, ajuda a manter o peso e a melhorar o seu estado de espírito. Há algumas evidências de que os homens que não se exercitam têm níveis mais elevados de PSA, enquanto os homens que se exercitam podem ter um menor risco de câncer de próstata.

Tente se exercitar a maioria dos dias da semana. Comece devagar.

  • Mantenha um peso saudável: se o seu peso atual for saudável, trabalhe para mantê-lo exercitando a maioria dos dias da semana. Se você precisa perder peso, adicione mais exercícios e reduza o número de calorias que você come diariamente. Portanto, peça ajuda ao seu médico para criar um plano para perda de peso saudável.
  • Converse com seu médico: homens com alto risco de câncer de próstata podem considerar tratamentos para reduzir seus riscos. Alguns estudos sugerem que tomar inibidores podem reduzir o risco geral de desenvolver a doença. Esses medicamentos são usados ​​para controlar o aumento da próstata e a perda de cabelo em homens. No entanto, algumas evidências indicam que os homens que tomam esses medicamentos podem ter um risco aumentado de obter uma forma mais grave o câncer de próstata de alto grau. Se você está preocupado com seu risco de desenvolver câncer de próstata, fale com seu médico.
Avatar

Dr. Augusto Teixeira

O Dr. Augusto Teixeira é pos-graduado em Radiologia e Diagnóstico por Imagem, sendo especialista em procedimentos de punção e biópsia guiados por métodos de imagem (ultrassonografia e tomografia) pelo Instituto do Cancer e Hospital das Clinicas do Estado de Sao Paulo (ICESP/USP).

Ciente da importância de ter um médico de confiança, o Dr. Augusto preza por um atendimento humanizado e comprometido com seu paciente, oferecendo um atendimento que visa diminuir os medos e inseguranças da pessoa.

CRM: 148618

Envie-nos um whatsapp!

Entre em contato com o doutor enviando uma mensagem por WhatsApp

LIGAR

Olá! Gostaria de receber uma ligação gratuita?

Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?

Você já é a 5 pessoa a solicitar uma ligação.

Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.

Você já é a 3 pessoa a deixar uma mensagem.

NÓS TE LIGAMOS! Informe seu telefone que entraremos em contato o mais rápido possível.

Você já é a 5 pessoa a solicitar uma ligação.